HOME              SOBRE              ANUNCIE              CONTATO
set
11
 TV Treta        Ivo Neuman        2 pedradas

Doloso ou culposo? Não sei… só sei que foi assim:


 

CLIQUE AQUI para assistir a outros momentos críticos da atuação policial!

- – -

Pérolas da delegacia.

Um dos maiores clichês (apesar de tecnicamente ser mais adequado chamar de meme) da blogosfera de commodities é o remix infinito das princesas Disney. De pois de vê-las em um final não tão feliz, em etnias diferentes, em estilo punk rock, em pin-ups serelepes, de lingerie e até mesmo nuas, peladas e sem calcinha, apresento-lhes agora a releitura do ilustrador italiano Emmanuel Viola, parte de uma espetacular coleção de heroínas sensuais.

Confira:

CLIQUE AQUI para ver mais princesas.

Descolar umas bitocas não é uma tarefa tão fácil para muitas pessoas – mas também não é uma tarefa tão desagradável. Ligeiramente obcecados pelo tema, alguns usuários gringos do YouTube dedicam seus esforços para ganhar uns beijos pela rua, e nós listamos abaixo 7 das técnicas infalíveis que eles utilizam na arte da sedução:

1. Descole uma trilha sonora romântica


 

Esqueça os tiozões seresteiros com suas violas desafinadas ou os mariachi insuportáveis para quem não está bêbado de tequila. Para ser infalível é preciso investir em algo mais apoteótico, como um musical da Disney.

2. Faça chover


 

Não existe clima mais romântico do que a chuva, na rua, na fazenda ou numa casinha de sapê. Se a estiagem não colaborar, providencie o seu próprio São Pedro.

3. Faça nevar


 

Caso a chuva não impressione muito, tente um fenômeno meteorológico mais sofisticado.

4. Troque de roupa


 

Não sou especialista em moda, mas esse cara consegue provar que a roupa certa pode ser útil para conquistar corações.

5. Use seus super-poderes


 

A técnica mais elaborada dessa lista não costuma falhar, mas em contrapartida exige força, equilíbrio, agilidade, destreza, uma fantasia de super-herói e uma aranha radioativa.

6. Apele


 

Se nada disso funcionou até aqui, o jeito é entregar os pontos e mostrar todo o seu desespero, tentando provocar alguma piedade alheia.

7. Tome vergonha na cara


 

Agora, se você não quer bancar o idiota com nenhuma dessas tentativas esdrúxulas citadas acima, uma técnica que funciona de verdade na vida real é cuidar da sua higiene bucal, ainda mais lançando mão de artifícios usados por "pegadores" profissionais, como a nova linha Oral-B Complete Ação Duradoura que possui uma tecnologia capaz de prolongar em até cinco vezes mais a sensação de refrescância.

Com essa dica é só meter as caras na balada cheio de autoconfiança sambando na cara do destino! Vai que vai!!!

set
9

Mapeamos o status quo:

- – -

Cinismo Acomodado.

Dentre os muitos novos bons canais que estão surgindo a cada semana no YouTube, destacamos mais esta preciosidade, um bate-papo repleto de putaria e outras maledicências com a gostosa gostosíssima Pietra Príncipe e o boy magia Beto Siqueira:


 

CLIQUE AQUI para assinar o canal Tá Dentro! e não ficar de fora dos próximos vídeos!

Desde o começo do ano passado publicamos o teaser e o trailer oficial da espetacular supermegaprodução "Os Merciotários", versão brasileira de "Os Mercenários" totalmente filmada e produzida em Montanha, município do interior capixaba. A obra é tão trabalhada que um ano depois eles acabam de lançar o segundo trailer oficial, ainda mais sanguinário! Confira:


 

Nesse ritmo podemos esperar a estreia do filme no verão de 2020. Eu esperaria até 2220.

set
8

Como eu me sinto quando:

Aqui tem um textículo sobre o assunto!

- – -

Sushi de Kriptonita com wasabi nos olhos.

Se liga rapaziada que tá entrando no ar mais uma edição espetacular do programa semanal do blog Amigos do Fórum, com novos e incríveis debates sobre cultura nerd-pop-bazingueira:


 

Fique ligado nos próximos episódios assinando o canal!

set
5

No último fim de semana tive o prazer de desbloquear mais uma badge na ~vida loka~ blogueira. A convite de Red Bull, meu companheiro de aventuras (tomando o slogan emprestado do achocolatado instantâneo que há algum tempo não se aplica à tal posto), pude conferir de perto a final latino-americana do campeonato mundial de breakdance Red Bull BC One, em Belém do Pará – onde, para qualquer centro-sulista brasileiro, pode ser considerado carinhosamente "coração da floresta amazônica".

A experiência começou enfrentando muitas milhas quilômetros até chegar ao segundo maior estado brasileiro (se fosse um país, ainda seria o 22º maior do mundo em extensão territorial). Lá onde a castanha-do-Pará é conhecida apenas como "castanha", e a Fafá de Belém é conhecida apenas como "Fafá".

A primeira imagem que vem à mente ao desembarcar no aeroporto é o mapa climático brasileiro, com as palavras bem grifadas na parte superior: quente e úmido.

Não é à toa que o povo do Norte (de Westeros) vive se perguntando se o inverno está chegando… Não tem ar-condicionado que dê jeito na sensação de sauna natural. Às dez da noite.

Mas, sem nenhuma demagogia, o calor humano e a receptividade (totalmente fora do normal para um carioca residindo em São Paulo há 3 anos) do povo paraense faz você esquecer na hora qualquer incômodo com o clima. Claro que uma cerveja gelada de bacuri, açaí ou cupuaçu, nas docas à beira-rio, também ajuda bastante.

Depois de apreciar dois dos mais fantásticos patrimônios culturais da região (as comidas típicas e as aparelhagens do tecnobrega), chegou a hora de finalmente ver de perto os melhores b-boys (nome dado aos atletas/dançarinos) da América Latina se enfrentarem na arena.

A partir da minha própria experiência, posso afirmar com segurança que mesmo alguém sem qualquer conhecimento ou envolvimento com o rap, o breakdance ou a cultura hip hop, ainda assim estaria suscetível a fortes emoções – manifestadas em alguns arrepios.

Assim como numa grande decisão de cinturão no MMA, o clima do evento era de muita euforia e rivalidade, com a diferença que depois da festa da torcida os desafiantes não entram em cena para trocar sopapos, mas para promover um espetáculo de dança inacreditável – incluindo aí alguns dos combates mais tensos e disputados que já presenciei. O amigo Gui Toledo, que esteva do meu lado na hora que a primeira batalha começou, até deixou escorrer uma lágrima de emoção genuína (ou, quem sabe, foi apenas um cisco de cipó que caiu em seu olho).

Com o decorrer dos duelos (que em muitos momentos lembram os bons filmes de torneios de artes marciais como "O Grande Dragão Branco") a coisa vai ficando ainda mais (in)tensa e você mal consegue aproveitar o show do intervalo com a Gang do Eletro botando a galera pra tremer.

Por fim, o gingado e a malemolência brasileira tiveram suas honrarias mantidas com a vitória avassaladora do b-boy paulista Luan dos Santos, de 23 anos, que vai representar as cores do Brasil na finalíssima do mundial em Paris no fim do ano.

Ainda que eu tentasse descrever em palavras a fodacidade toda da parada, creio que seja o caso de empregarmos alguns recursos audiovisuais para transmitir um pouco mais da emoção contagiante do Red Bull BC One.

Abaixo você confere os melhores momentos no vídeo oficial do evento:


 

Veja todos os detalhes do que rolou nessa aventura selvagem no site de Red Bull BC One!