Cartazes com críticas pesadas a alguns dos youtubers mais populares do Brasil foram afixados em diversos pontos de uma universidade pública de São Paulo.

Racismo, machismo e homofobia na boca das maiores “estrelas” do nosso tempo:

 

Leia mais artigos aqui no blog sobre machismo, racismo e homofobia!

 

Infelizmente não temos mais informações sobre o ocorrido porque as únicas fontes disponíveis são um site chamado “Orgulho Hetero” (sic) que tratou os cartazes como “mimimi” e um canal chamado “Treta News” que falou em “difamação contra youtubers”.