portocainarede.TRETA (460)

Blogueiros se submetem às coisas mais desagradáveis para ganhar uns links.

 

Enquanto a Movie Maker Pictures se acaba com os muitos takes gravados pelas câmeras da gloriosa equipe TRETA em Porto de Galinhas para o nosso documentário não-autorizado da ação de marketing turístico mais extremamente bombástica desde a invenção da web 2.0 – também chamada de “maior ação de mídias sociais da história da internet brasileira”, “os melhores dias da vida do Luide”, “fenômeno que fez até o Kibe se meter com essa gentalha”, ou simplesmente Porto Cai Na Rede” – iremos adiantar aos leitores e curiosos de plantão o nosso relato resumido dos fatos nababescos por lá desenrolados entre uma cerveja e outra.

  

Prolegômenos

portocainarede.TRETA (111)

“Oi, você quer conhecer o paraíso?

 

O fato é que nos últimos 5 dias, 43 blogueiros, 2 sortudos e mais uns 20 envolvidos nessa matemática curtiram um BlogCamp Master Deluxe Trip pra ninguém botar defeito. Mais do que isso: uma excursão atômica cheia de regalias etílicas, cenários paradisíacos e calor humano blogueiro somados à fantástica receptividade turística do município de Ipojuca e à dedicação ímpar das mentes dos corações envolvidos na organização do evento. Acima de tudo uma experiência pessoal sem precedentes para cada um dos participantes.

Particularmente, tive a oportunidade de conhecer alguns dos meus melhores miguxos virtuais, de curtir preciosos e ininterruptos bons momentos na companhia de uma galera muito louca, de romper com a dura realidade de várzea do ofício blogueiro e de fritar freneticamente sob o sol pernambucano – ainda bem que segui à risca os conselhos do filósofo Bial.

portocainarede.TRETA (272)

Piscina natural patriótica em Porto de Galinhas.

  

Pra quem acha que a vida de autor do TRETA é a mesma panacéia delirante que a dos grandes blogueiros da cena atual, esclarecemos que apesar de termos números que nos posicionam entre os 50 100 500 1.000 melhores e mais acessados blogs em língua russa, geralmente somos rejeitados pelas agências por apresentarmos um grande risco à imagem dos eventuais clientes graças à nossa postura underground, mano.

portocainarede.TRETA (290)

Meditando sobre a vida, esta ingrata.

 

Por isso mesmo, quando recebi o convite diretamente de ninguém menos do que um dos melhores escritores e articulistas da internet de todos os tempos (alfabetizado em Linux e com PhD em fotografia), tremi na base com a alta probabilidade de a proposta de conhecer Porto de Galinhas, a melhor praia do Brasil, na faixa com bebida liberada e algumas dezenas de ídolos a tiracolo, não ser hoax e vir a se realizar – como na concretização de um devaneio coletivo.

portocainarede.TRETA (514)

“Eu vou pra Porto de Galinhas / Pra fazer farofa / Pra fazer farofa-fa”

 

Nossa viagem começou logo na arrumação das malas (se não antes) e só chegou ao fim porque o senhor Secretário de Turismo de Ipojuca não aceitou a nossa proposta de permanecermos morando por lá indefinidamente com patrocínio da Prefeitura. Uma lástima. Para não deixar escapar nenhum detalhe, separamos o nosso diário de bordo em capítulos:

  

DIA #1 (30/09/09): “Então era tudo verdade”

portocainarede.TRETA (516)

Pableira, Dra. Fernanda, Ivo Luiz Francis Neuman e o jeito TAM de voar.

 

Agarrei-me de corpo, alma e fígado à chance de viver mais uma vez as férias dos meus sonhos e aproveitei pra encabeçar duas das melhores companhias que eu poderia ter comigo pra qualquer lugar que fosse. Os três “capixabas” que caíram na rede (eu, a Sra. Neuman e o inigualável bróder Pablo Nunes) foram fazendo farofa desde o avião até o último minuto da volta, aproveitando para curtir todas as mordomias proporcionadas pela ação – nada rotineiras para os pobres caipiras proletários que somos.

 portocainarede.TRETA (129)

Ainda suspeitei que estivesse tendo uma viagem de ácido.

 

Com a expectativa a mil e o coração na boca do estômago, nos perguntávamos se haveria alguém à nossa espera no aeroporto de Guararapes (Recife/PE) e eu já estava procurando o telefone do próximo presidente da República quando avistei uma galinha louca dançando o Rebolation e um rapaz fantasiado como mascote. Um deles era o grande camarada Cab.

33162736

Recepção estupidamente gelada por @georgemacedo e @dansoares.

 

Desembarque feito, recepção calorosa, chegamos à sala VIP da Luck Receptivo (que nunca dantes em sua história esteve tão VIP com Sr. e Sra. Knuttz, Sr. e Sra. Xpock, o assoberbado organizador Sr. Bichecha, o incrivelmente magro Gordo Nerd e o meu mais novo amigo de infância, o Sr. Ocioso. Depois de algumas brejas, tuitadas e entrevistas à imprensa vimos chegar mais um avião de Sampa (não estou falando da nossa musa Dani Koetz) e partimos do aeroporto rumo aos coqueiros de Ipojuca, na maior pilha possível.

34112012

@danikoetz dando uma moral pras suspeitas comportamentais de @felipeneto.

 

Já em Porto de Galinhas, os blogueiros instalaram-se em pequenos grupos definidos por sorteio nos melhores estabelecimentos da cinematográfica rede hoteleira local. Cerca de meia hora depois de chegarmos ao nosso lar temporário, o hotel Village, consegui levantar parcialmente o queixo. Melhor ainda quando o Village People (Lu Monte, Lu Freitas, Nospherat, Kakah, Fred Fagundes e Helmilton) descobriu que o coquetel de abertura do primeiro dia seria ali mesmo, evitando sacolejos e gorfadas num eventual traslado.

portocainarede.TRETA (484)

Pensem num lugar absolutamente insuportável.

 

portocainarede.TRETA (548)

Vista do meu quarto, onde eu quase não parava sóbrio.

 

Seguimos bebendo e comendo feito loucos quando o glorioso Diego Jatobá deu início aos trabalhos, abrindo oficialmente a expedição e dando a palavra ao Caio, que emocionou a todos com as mais sinceras declarações de amor à então noiva Luiza e à sua mãe.

Pra fechar com chave de ouro, nosso artista Pablo Nunes mandou a música oficial do Porto Cai Na Rede no violão, suingando como nunca após saber que sua obra seria adquirida pela Prefeitura de Ipojuca para servir de trilha sonora aos próximos vídeos turísticos.

 

DIA #2 (01/10/09): “Espantando a preguiça”

portocainarede.TRETA (17)

Macacada reunida.

 

No segundo dia, nos demos conta de que enfrentaríamos uma alvorada diária às 8h da madrugada e só não reclamamos porque a essa hora o frigobar já tinha gelado a cerveja, a primeira visita envolvia degustação de cachaça e a galera já estava seca para começar a baixaria.

 portocainarede.TRETA (158)

Ivo Neuman no fundo do poço.

 

portocainarede.TRETA (32)

“Quintal do paraíso…”

 

portocainarede.TRETA (173)

Afundando o teto do jipe.

  

portocainarede.TRETA (20)    portocainarede.TRETA (203)

Ely, nosso localizador oficial de cerveja, partindo pro modo catuaba.

  

sexy

O sungaboy da Papo de Homem deixou a galera hipnotizada. Verdade absoluta.

 

Conhecemos um alambique histórico, um baobá da cintura larga, uma preguiça sorridente e algumas cachoeiras incríveis no município de Paraíso/PE. Durante a viagem de jipe, no teto ou a bordo, altos papos blogueiros sobre monetização, cerveja e tangerinas mortas. Isso até descobrirmos que éramos conduzidos pelo maior ás da velocidade buracoviária, a lenda, o mito, o relâmpago do litoral ipojuquense, ele: WRRRRRRRRRRAAAAAAAAAADEMIIIIIIIIIIIIR!

  portocainarede.TRETA (229)

Blogueiros e o grande vencedor do GP de Porto de Galinhas.

 

Mais à noite, apesar da tentativa de balada na boate do hotel Village, a nerdada foi pra casa no primeiro ônibus tuitar todos os acontecimentos do primeiro dia de aventuras. À exceção de uma galerinha do mal que se uniu à beira-mar para beber, trocar idéia e jogar adedonha freestyle com a profissionalíssima professora Rebeca.

 

DIA #3 (02/10/09): “Um brinde à blogosfera!”

 portocainarede.TRETA (260)

Celebridades da Blogosfera fazendo o recém-inventado símbolo do TRETA em Libras.

 

O tempo já passava em velocidade recorde quando despontou o sol do terceiro dia. Depois de mais um café reforçado, partimos rumo ao Enotel descobrir que o Kibe Loco tinha mesmo aceitado o convite para se assumir enquanto parte da bobosfera e dividir o lugar na jangada com seus críticos.

A quem pode estar querendo saber como foi a minha experiência de estar ao lado do cara, relato com toda a sinceridade: existe um dispositivo místico sobre as nuves baixas dos céus de Ipojuca que bloqueia parapsicologicamente todo e qualquer mal-estar eventual, transformando até mesmo as mais aborrecidas situações em uma bela gargalhada histérica. Naquela vibe colossal não tinha como não ter reinado a paz – e a cerveja – no coração da blogosfera.

Depois do povo tomar assento nos carros da Bugosfera, rumamos às piscinas naturais para mergulhar nas águas cristalinas, tomar cerveja e dar comida aos peixes.

portocainarede.TRETA (242)

Reunião da alta cúpula dO Melhor do Twitte
r
 

 

portocainarede.TRETA (307)

Engarrafamento em Ipojuca é assim.

 

3983603463_023dbe258b_b

Cardosão flagra a equipe TRETA degustando uma Pitú por conta da casa.

 

portocainarede.TRETA (299)

“Honeymoon feelings”

 

portocainarede.TRETA (295)

Eu, minha gata e o jangadeiro: fetiche completo.

 

Novos momentos desagradáveis seguiram-se com um pessoal de camisa laranja enchendo a gente de cerveja, carinho e atenção. Rolou até um brinde maroto entre os profissas:
 

Ivo: “Burrrp!”. Ely: “Dinôvo!”

 

A peregrinação continuou em Muro Alto, e depois mais um banquete regado a muita cerveja liberada pro pessoal da fanpress fantour fanblog. Essa era a senha. Nem mesmo uma constrangedora tentativa de gerar rivalidade entre os presentes jogou areia na farofa da galera.

portocainarede.TRETA (331)

Aula de hidro-ginástica-frevo valendo uma cerveja.

 

portocainarede.TRETA (336)

Equipe TRETA trabalhando duro para não perder nem um instante em Porto de Galinhas.

 

portocainarede.TRETA (377)

Lu Freitas, Júlia Reis e Alê Ferreira apreciam um cavalo marinho pescado com mini-laço.

 

portocainarede.TRETA (376)

Cardoso exibe seu cavalo marinho fake pescado com SEO.

 

portocainarede.TRETA (358)

Um hidratante Monange pra quem advinhar quem é essa odalisca fugindo da ensolação.

 

portocainarede.TRETA (406)

Fui no mangue catar lixo, pegar caranguejo e conversar com urubu.

    

Mais à noite, vermelhos como camarões, unimos a vibe fantástica para celebrar o casamento blogueiro mais badalado de todos os tempos. Estavam lá os noivos, padrinhos VIP, equipe de jornalismo da Globo Nordeste e corriam boatos de que o celebrante seria o @huckluciano. Para felicidade geral da
claque, porém, pudemos conferir ao vivo e com transmissão em streamming pela internet os votos da submissa Luiza Gomes e do maridão Caio Novaes.

portocainarede.TRETA (75)

“Subremissa?”

 

portocainarede.TRETA (681)

Acho que ele quis dizer “sobremesa”.

   

portocainarede.TRETA (692)

Pablo executa mais uma vez o hino não-oficial de Porto de Galinhas.

 

portocainarede.TRETA (45)

Nariz de palhaço detected.

 

A festa foi supimpa, com direito a apresentações dos DJs George Macedo e Rapha Mendes nas pickups, cerveja, discursos emocionados, kibação furação de olho, e um Luide muito bêbado liberal pagando de “Sônia do Iutubiu” (que vocês vão ver em breve no nosso filme). Muito me emocionou também a declaração de amor e saudades de um sentimental Nhock para sua cachorrinha de estimação, que ficara em casa.

 

DIA #4 (03/10/09): “Balada épica”

3984124489_e88bf16ae6_o

“Resumo oficial da ação” – por @buchecha

 

Às vésperas do dia da nossa partida, um passeio de Catamarã em Bora-Bora, um pouco mais de cerveja gelada, sol à pino, água morna e agitação.

portocainarede.TRETA (423)

“Nanotecnologia em solo pernambucano”

 

portocainarede.TRETA (434)

Amizade por interesse.

 

portocainarede.TRETA (435)

Sr. Eduardo Koetz tendo algumas idéias perversas…

  

portocainarede.TRETA (438)

Nessa foto eu tietei pra valer algumas referências blogueiras: @obuteco, @fagundes, @georgemacedo, @danosse, @ivoneuman, @ociosos.

 

 portocainarede.TRETA (449)

Sem sombra de dúvida.

 

portocainarede.TRETA (469)

Não se pode nem pegar um bronze perto de blogueiros onanistas.

 

Depois de nos empanturrarmos no Summervil
le
, a galera se dividiu entre os que iriam jogar Rock Band e os que iriam meditar para a balada de logo mais, na casa noturna mais bombada de Porto de Galinhas, o Santeria Bar Latino.

portocainarede.TRETA (532)

Quem não tem Bar Latino caça com Bar Miano

 

portocainarede.TRETA (533)

Transcendental e psicodélico.

 

Como a nossa câmera estava no ônibus e o celular decepciona de noite, catamos algumas fotocas da galera bêbada que já publicou nas webs antes mesmo da ressaca passar:

 

DSC00408

Loch totalmente lost no meio da mulherada

 

3984996349_a8e88560e1_b

“Luide! Luide! Luide!”

 

3985023525_ea2d27fe79_b

Cid Guerreiro e Rafottus trocando trackbacks.

 

34279488

Prefiro não comentar…

 

DSC00394

Campeonato de Pânceps

 

 3985834340_7dce618d86_o

Edén Wiedemann e seus Miquinhos Adestrados

 

DSC00453

Descontrole remoto e muita bobagem no fim da noite. Não salvou ninguém.

  

Teve gente chorando, rebolando, se pegando, chapando, fazendo marketing pessoal com tequila, sal e limão, gente descendo até o chão, gritando, se soltando, e até um ou outro bebendo alguma coisa. A noite que marcou a vida de muitos dos presentes terminou incrivelmente tarde para um bando de nérdes (com sotaque), às 5h da matina.

 

 

DIA #5 (04/10/09): “Ué, já acabou?”

portocainarede.TRETA (505)

Vitória – Rio – Recife – Ipojuca – Recife – Brasília – Vitória

 

No último dia já me bateu antecipadamente a famosa “Síndrome da Quarta-Feira de Cinzas” e prefiro nem me aprofundar sobre as emoções da despedida. Depois da noitada épica no Santeria, acordei às 10h imaginando estar em Marte e descobri por telefone da boca de um dos 16 perebas que os blogueiros haviam perdido por 8 x 0 para o Íbis, ex-pior time de futebol do mundo (mais aqui). Mas não sem aprontar algumas presepadas como convocar o mascote pra jogar e fazer a famosa formação dos 300 de Esparta para tentar (em vão) um gol de honra.

 86720,507,80,0,0,507,380,0,0,0,0

86722,507,80,0,0,507,380,0,0,0,0

86747,507,80,0,0,507,380,0,0,0,0

Dizem que a revanche será no Winning Eleven.

 

 portocainarede.TRETA (539)

Aeroporto com o 3G do Ygor: “Oi, filho, como você esteve por esses dias?”

  

Desembarcamos em Vitória às 22h. Aos prantos.

Encerro essa narrativa sentimentalóide e deslumbrada com um sentimento de profunda gratidão a todos que fizeram de meus últimos dias uma festa infinita. Tão certo como são as pessoas que fazem a internet, a qualidade das que estavam por lá garantiu um intercâmbio cultural incomensurável que contagiou até o Pablo e a Fê, recém-chegados nessa Babilônia.

Segue um agradecimento todo especial aos que cruzaram meu caminho pelos becos da excursão, de quem pude ver nos olhos que se existe uma panela, ela é de pressão e vale à pena estar dentro. Amei bater papo com a Kakah e as Lus, tietar de perto a Dani, o Fred, o Oneberto, o Duquian, o Knuttz, o Cardoso, a Nosph, o Gump e o Chongas, arrumar mil confusões e aventuras com o Ely, o Cid, a dupla Loch-Luquinhas e o sócio Guilherme, filmar um viral do Luide, perturbar o Éden, o Cab, a Cláudia, o Buchecha, o Hélio e o Leandro, aborrecer a tia Rebeca, trocar impressões de vida com o Helmiton, o George Macedo e o Felipe Neto, aplicar o Raphael Mendes no mundo das cores, filar cerveja do Slonik (que só foi sagrado campeão de chope porque eu não estava no páreo), conhecer a sortuda da Carol Reine, confundir o Carlos Hotta com o Jonny Ken, flagrar o Renê Fraga e o Cobra tuitando sem parar, e, claro, descobrir que o Cardoso dorme.

E pra quem ficou de saco cheio dessa rasgação de seda, ficadica:

portocainarede.TRETA (300)

Ninguém segura essa joaninha.

    

Acompanhe a tag #portocainarede no Twitter, o álbum colaborativo de fotos no Flickr e não perca em breve a nossa cobertura foto-videográfica completa! Tem de bundalelê a stand-up!

Informações oficiais da ação em www.portocainarede.com.br.

 

Barra inferior

UPDATE!
Eis o nosso documentário não oficial “Porto Cai Na Rede, o Filme”:


 

33 comentários