De tempos em tempos a humanidade se rende a alguma modinha, e falo isso sem demérito. Na categoria dos brinquedos analógicos já vivi o hype da bolinha de gude, mola malucaioiô, tazo, super trunfo, e mais recentemente os livros de colorir.

Com a internet, o efeito viral (no meu tempo se falava “coqueluche”) tornou-se ainda mais rápido e efetivo, ocasionando fenômenos como o recente culto ao crossfit fidget spinner.

Indo direto ao ponto (G), vamos aos vídeos mais visualizados do YouTube até o momento:

Truques

 


 

Fidget Spinners raros e importados

 


 

Como fazer seu próprio Hand Spinner

 


 

Fidget Spinner gigante

 


 

Fidget Spinners letais

 


 

Como funciona?

E se você ficou mais curioso sobre o interesse generalizado quase instantâneo do que sobre o brinquedo em si, entenda a ciência por trás dos spinners:

 

Se você chegou até aqui e ficou interessado em saber qual a sensação de girar a paradinha mas ao mesmo tempo concluiu que não pretende gastar um tostão na brincadeira, experimente totalmente grátis o fidget spinner online.


 

Sobre o autor

Ivo Neuman
Fundador

Fundador do TRETA e consultor de ginástica laboral do Não Salvo.