Como legítimo representante da geração Atari, do Pong ao Enduro (passando gloriosamente por escorpiões e jacarés dentuços no Pitfall), sempre fiquei preocupado com o futuro das crianças de prédio criadas com excesso de luzes coloridas e profusão de barulhos eletrônicos, correndo atrás de comprimidos para superar fantasmas. Com as maravilhas adaptativas deste mundo moderno, a experiência do clássico Pac-Man agora pode ser vivida, digamos assim, de forma mais empírica, em primeira pessoa.

CLIQUE AQUI para jogar online.

– – –

Um joystick na mão e uma Idea Fixa na cabeça.


 

11 comentários