Quando eu era moleque vivia me perguntando por que não faziam filmes com outros heróis dos quadrinhos (na época só tinham os Batman com mamilos e eu sonhava em ver X-Men live action).

E me perguntava se não tinha por uma questão de direitos autorais ou estariam os executivos de Hollywood cuidando pra não virar farofa…

 

 

Depois, aborrescente, vivia me perguntando por que não colocavam músicas consagradas nas trilhas dos filmes (na época, descobrindo sons como Led Zeppelin, achava que teria tudo a ver com momentos épicos no cinema).

E me perguntava se não tinha por uma questão de direitos autorais ou estariam os executivos de Hollywood cuidando pra não virar farofa…

 

 

Hoje parei de me fazer esse tipo de pergunta e tomo mais cuidado com o que desejo.

 

 

Virou farofa.

 

 

(Bem servida na birosca do Luide.)