treta.robo

Todo grande site que se preza já sofreu em algum momento de sua história algum tipo de problema com invasões hackers, e com o TRETA não foi diferente. Almas gananciosas e sem escrúpulos se aproveitaram do mar de tragédias que se apoderou deste humilde blogueiro e promoveram uma verdadeira suruba de autores nas nossas páginas.

Nego chegou chutando a porta do site sem a menor cerimônia. Fizeram jabás descarados, levantaram suspeitas injustificadas sobre a minha sexualidade e, o que é muito pior, chegaram ao cúmulo de iniciar um debate feminista comportamental sério.

Meninas, de volta pra cozinha! Chega dessa baderna. A partir de agora o TRETA está de volta às velhas origens com um e apenas um autor cativo na autoria das postagens: eu.

Ainda que ninguém pague as minhas contas de boteco, me sinto um pouco em dívida com a legião de seguidores fiéis que acessam esta bagaça todo dia com a esperança de ver uma nova encrenca pra tocar fogo no circo da blogosfera. Portanto, agora que dei uma ajeitada sem-vergonha no layout, o TRETA apresenta sua versão 4.171 BETA e inicia uma nova fase, com a promessa de fazer e não cumprir as promessas mais estupendas da história cibernética.

Águas passadas não movem moinhos, mas ainda assim tem um bocado de coisas que rolaram todo esse tempo que não podem passar sem registro. Em muito breve daremos o relato oficial do TRETA sobre os últimos acontecimentos.

Tenham fé e F5.

(A senha de postagem enviada a Antônio Tabet é a única que continua vigente por prazo indeterminado. Portanto, não estranhem se aparecer algum post sem links aqui no TRETA)