Felipinho
  •  
  •  
  •  
  •  

Cachoeira Alta (3)

cobertura.treta.logo“Isto aqui é o fim do mundo ou é um privilégio?”

A dúvida que deu às caras depois de quase 10 horas de viagem (parte delas numa emocionante estrada de chão pelas crocas do relevo mineiro) foi-se embora logo no primeiro tuntz-tuntz da caixa da direita.

Passados os quatro dias de pura psicodelia do Festival Cachoeira Alta 2008, ainda não sabemos ao certo como definir o que foi o nosso último feriado.

O fato é que a equipe TRETA esteve no alto das montanhas mineiras, numa fazenda estonteante próxima da cidade de Itabira – a poucos quilômetros de Belo Horizonte – curtindo o fino do trance durante quatro dias seguidos. Chato.

A horda de fanfarrões que insistem em pisar no seu pé, caçar confusão, xingar o atendimento do bar e cortar a onda dos outros nas raves da atualidade, por graça divina, ficou de fora da festa. A fanfarra em Cachoeira Alta era regra, mas o respeito ao espaço alheio era pressuposto.

O cotidiano do festival era dos mais desagradáveis: você acordava de manhã, saía da barraca e estava numa rave; escovava os dentes depois do almoço e estava numa rave; saía do banho, de toalha, e estava numa rave. Da caixa pra cachoeira, da cachoeira pra caixa. Coisa linda de Sheeva.

Pra quem curte PSY – e até pra quem ainda está aprendendo a curtir – o evento foi irretocável. Ambiente perfeito, paisagem embasbacante, organização satisfatória, clima agradável, som alto e muita doidera.

A parte ruim dessa estória, claro, é que ela tem fim. De volta à realidade, só nos resta apreciar as fotos registradas durante a viagem e mentalizar que falta pouco (só 370 dias) pra chegar o festival do ano que vem.

Cachoeira Alta (96)

Cachoeira Alta (128)

Cachoeira Alta (47)

Cachoeira Alta (45)

Cachoeira Alta (21)

Cachoeira Alta (62)

Cachoeira Alta (88)

Cachoeira Alta (129)

Cachoeira Alta (106)

Cachoeira Alta (97)

Cachoeira Alta (93)

Cachoeira Alta (118)

Cachoeira Alta (109)

Cachoeira Alta (111)

Cachoeira Alta (115)

Não deixe de conferir a cobertura completa dos dias mais psicodélicos da breve e conturbada história da equipe TRETA:

(*) Fotos por Ademir Ribeiro

(**) Relatos e outras coberturas do festival aqui e aqui

(***) Muito mais psicodelia aqui


  •  
  •  
  •  
  •