A Inteligência Artificial já figura certamente entre as maiores aspirações – e os maiores medos – da civilização contemporânea. Na ficção, a cada nova obra, esse pânico vem se revelando nos enredos de livros, filmes e séries, inclusive dando início a um novo subgênero cultural: o “thriller tecnológico”. Isso é muito Black Mirror!

Por outro lado, na chamada “vida real”, a Inteligência Artificial vem sendo pesquisada seriamente ao longo dos últimos anos, tendo chegado a resultados impressionantes, que já impactam as nossas vidas no presente – com perspectivas incríveis para o futuro.

Um levantamento realizado pelo site de apostas Betway Cassino aponta que o esforço de pesquisadores dedicados a desenvolver programas de inteligência artificial capazes de derrotar o ser humano em partidas de xadrez e pôquer se mostra útil quando observamos aplicações de IA em áreas como a medicina, a mobilidade e tantas outras do nosso dia a dia.

Ocorre que tais jogos configuram uma excelente forma para que essas aplicações de inteligência artificial sejam testadas e validadas, para então serem empregadas em situações reais.

Jogos de estratégia exigem planejamento em “tempo real”, pesando as consequências de cada decisão, de cada ação. Desde sempre jogos e brincadeiras são utilizados na educação de crianças, para que elas reconheçam formas, cores, padrões, aprendam noções de lógica, matemática, etc. Além disso, crianças (e máquinas) desenvolvem muitas outras habilidades tendo que lidar com o adversário, tentar antecipar suas ações, estabelecer um planejamento estratégico de longo prazo, dentre outras habilidades requeridas para a vida.

No pôquer, por exemplo, o jogador (humano ou não) pode aprender sobre estratégias de negociação, onde existe uma aposta e uma contraposição, e as partes envolvidas precisam se estudar e se analisar para descobrir até onde podem ir no jogo.

Agora, se pra vencer no pôquer, até mesmo um computador precisa aprender a blefar, imagine o que o desenvolvimento de uma inteligência artificial nessa área não poderia fazer, negociando preços melhores para suas compras, por exemplo.

E se você imaginou que as pesquisas com IA no pôquer se restringem a questões econômicas, saiba que elas têm ajudado com problemas ainda mais complexos em outras áreas, como no tratamento a diabetes, doença que afeta quase meio bilhão de pessoas em todo o mundo, ajudando a diagnosticar a doença e a identificar os tipos de tratamentos mais eficazes para cada paciente com base em suas características físicas e psicológicas.

Outra aplicação impensável das pesquisas de IA com pôquer é na segurança de aeroportos, no monitoramento dos passageiros e combate ao terrorismo.

Abaixo, um infográfico listando diversas aplicações de Inteligência Artificial em situações corriqueiras do nosso cotidiano:

CLIQUE AQUI para conferir o infográfico completo na matéria da Betway!