•  
  •  
  •  
  •  

O tempo passa para todos e não foi diferente com as maiores musas e sex symbols dos anos 90. Confira como elas estão hoje em dia!

 

Com o início da década de 2020 (de maneira catastrófica, diga-se de passagem), os anos 90 já estão há longínquos 30 anos no passado, o que significa que obviamente muita coisa mudou desde então, inclusive as pessoas que posavam como sex symbols nessa época, no Brasil e no mundo.

São rostos (e corpos!) que acompanharam a explosão de hormônios da puberdade de toda uma geração, exalando beleza e glamour. Mas algumas décadas depois, muitos fãs se perguntam onde foram parar e como foram “castigadas” pela passagem do tempo. Algumas se perderam em suas carreiras, outras preferiram se afastar do showbizz, algumas deram a volta por cima e há as que estão envelhecendo com (muita) dignidade.

Então confira na nossa indefectível lista abaixo, como estão 20 das maiores musas brasileiras e internacionais dos anos 90:

 

Suzana Alves (Tiazinha)

Suzana Alves, a “Tiazinha”, personagem mascarada que fez sucesso na televisão na segunda metade dos anos 1990, resolveu assumir os fios brancos durante a pandemia. Em seu Instagram, a atriz e empresária de 42 anos contou aos seus seguidores que o visual natural lhe trouxe mais coragem e liberdade.

 


 

Pamela Anderson

A atriz Pamela Anderson, que ficou eternizada como seu maiô vermelho como musa da série “Baywatch”, apareceu no remake lançado recentemente, além dos filmes mais atuais “Floresta do Silêncio” e “O Instituto”.

 


 

Sheila Carvalho

A dançarina mineira foi eleita “A Nova Morena do Tchan” no palco do Domingão do Faustão em 1997. Apesar de ter participado em 2013 do reality show “A Fazenda” na TV Record, recentemente prefere viver longe dos holofotes.

 


 

Letícia Spiller

A eterna Paquita Pituxa estreou em 1989, e desde então transicionou para a carreira de atriz, onde se popularizou como a Babalu da novela “Quatro Por Quatro”. Mais recentemente, apareceu no elenco de “Os Dias Eram Assim”, “Sol Nascente” e “I Love Paraisópolis”.

 


 

Alicia Silverstone

A atriz Alicia Silverstone se tornou uma estrela de Hollywood com o filme “As Patricinhas de Beverly Hills” (1995). Depois de viver a Batgirl em “Batman e Robin” (1997), considerado um dos piores filmes de todos os tempos, ela teve cada vez menos papéis de destaque, e decidiu se afastar um pouco dos holofotes.

 


 

Cristiana Oliveira

Símbolo sexual icônico dos anos 90 na pele de Juma, da novela “Pantanal”, Cristiana Oliveira continua atuando, e recentemente apareceu em “A Terra Prometida”.

 


 

Julia Roberts

Musa dos cinemas estabelecida nos anos 1990 com o sucesso do filme “Uma Linda Mulher”, Julia Roberts veio a ganhar o Oscar dez anos depois, pelo filme “Erin Brockovich”, e desde então vem escolhendo seus projetos com muito critério. Em 2017 apareceu no elenco do filme “Extraordinário”.

 


 

Carolina Ferraz

Carolina despontou na Globo após aparecer no Fantástico e viveu o auge de sua fama no papel de Milena, na novela “Por Amor”. Ainda continua atuando, como na novela “Haja Coração” e no filme “A Glória e a Graça”, e apresentando o programa “Receitas da Carolina” no canal GNT.

 


 

Demi Moore

Uma das maiores sex symbols dos anos 90, consagrada por suas performances em “Ghost – Do Outro Lado da Vida” (1990), “Proposta Indecente” (1993) e “Striptease” (1996), Demi chegou a posar nua para a revista Vanity Fair quando estava gravida. Atualmente, ela anda meio sumida das telonas, mas atuou em “As Panteras Detonando” (2003) e “Um Novo Olhar” (2016), e também foi confirmada na quarta temporada da série “Empire” (2017).

 


 

Ana Paula Arósio

Ana Paula começou a fazer sucesso com a estreia na novela do SBT “Éramos Seis” (1994) e explodiu na Globo com a minissérie “Hilda Furacão”. Em 2010, ela rescindiu contrato com a Globo e sumiu dos holofotes, aparecendo esporadicamente em filmes como “A Floresta que se Move” (2015), e mais recentemente numa propaganda do banco Santander.

 


 

Mariah Carey

Uma das artistas mais bem sucedidas da música em todos os tempos, Mariah ficou marcada como símbolo sexual nos anos 90, mas segue fazendo shows e lançando discos desde então.

 


 

Sarah Michelle Gellar

A eterna caça-vampiros Buffy Summers, que também brilhou em “Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado” e “Pânico 2” (ambos lançados em 1997) e “Segundas Intenções” (1999), incendiou a imaginação de muitos fãs na década de 90. Nos anos 2000, Sarah chegou a protagonizar os filmes animados da franquia Scooby-Doo, mas depois do fracasso da série “The Crazy Ones”, ela se afastou das telas, e hoje é mais conhecida por ter se tornado dona de uma marca de brinquedos e por suas causas ambientais do que por sua carreira nas telonas.

 


 

Daryl Hannah

Com vários altos e baixos em sua carreira, Daryl Hannah ficou conhecida por sua participação em superproduções como “Blade Runner” (1982) e “Splash – Uma Sereia em Minha Vida” (1984), mas nos anos seguintes se viu no elenco de fracassos monumentais, como “O Ataque da Mulher de 15 Metros” (1993). Daryl só voltou a ter destaque em 2003 e 2004, estrelando a assassina Elle Driver em “Kill Bill” (2003) e, mais recentemente, como Angelica Turing na série “Sense8” (2015), da Netflix.

 


 

Geena Davis

Foi alçada ao estrelato em 1988 conquistando o Oscar de melhor atriz coadjuvante por “O Turista Acidental” (mesmo ano), e chegou ao auge da carreira três anos mais tarde contracenando com Susan Sarandon em “Thelma & Louise”. Após aparecer em filmes de qualidade duvidosa, em 1998 abandonou temporariamente o cinema e passou a se dedicar ao arco-e-flecha, modalidade esportiva que a levou até os Jogos Olímpicos de Sydney no ano 2000, onde conquistou o um honroso 24º lugar entre os mais de 300 aspirantes.

 


 

Michelle Pfeiffer

A atriz Michelle Pfeiffer sempre escolheu com cuidado as produções nas quais atua. Com nada menos do que três indicações ao Oscar, ela chamou atenção para seu talento após contracenar com Al Pacino em “Sacrface” (1983) e se eternizou como a vilã Mulher-Gato em “Batman Returns” (1992).

 


 

Kathleen Turner

A atriz Kathleen Turner fez sucesso com o drama “Corpos Ardentes” (1981) e ainda trabalhou em produções como “As Virgens Suicidas” (1999) e “Marley e Eu” (2008), mas uma batalha recente contra o alcoolismo afastou a atriz temporariamente das telas do cinema e TV.

 


 

Melaine Griffith

Alçada à fama com o thriller “Dublê de Corpo” (1984), Melaine foi indicado ao Oscar em 1989 pela comédia dramática “Uma Secretária do Futuro” (1988). Mas com o passar dos anos, a atriz passou a se dedicar mais à sua família e à vida pessoal.

 


 

Sharon Stone

Um dos maiores símbolos sexuais de todos os tempos, Sharon Stone participou de vários filmes e séries de baixo orçamento nos anos 80 e estourou nos anos 90 em longas-metragens como “O Vingador do Futuro” (1990), “Instinto Selvagem” (1992) e “Cassino” (1995).

 


 

Cindy Crawford

É praticamente impossível lembrar de alguma revista dos anos 80 ou 90 que não tenha estampado a modelo Cindy Crawford na capa pelo menos uma vez. Com dois filhos e afastada das passarelas, ela faz participações pontuais em algumas produções e se envolveu em diversos projetos humanitários.

 


 

Brooke Shields

A atriz começou sua carreira de modelo e atriz na adolescência, nos anos 80, sendo muito lembrada pelo clássico “Lagoa Azul” (1980). Também mãe de dois filhos, hoje ela tem uma carreira mais ligada à TV, com diversas séries televisivas em seu currículo.

 


 

E aí, curtiu nossa lista?

Que sex symbol ou musa dos anos 90 você gostaria de saber como está hoje em dia? Comentem aí pra gente providenciar a parte 2 dessa postagem!

 

CLIQUE AQUI para ver mais listas incríveis do nosso acervo!

 

Fontes: Observatório do Cinema, El País, Revista Monet


  •  
  •  
  •  
  •