vote

Em minha monografia, na área da filosofia jurídica, defendi a idéia de que as novas tecnologias da informação nos permitiriam em breve rever os mecanismos de manifestação da vontade popular que alicerçam os ideais de um estado democrático. Trocando em miúdos, acredito que em breve poderemos participar mais diretamente do processo legislativo do que atualmente, quando somos periodicamente obrigados a escolher representantes profissionais.

Neste sentido, um projeto louvável ilustra bem minha predição. O site Vote na Web reúne “todos os projetos de lei que entram em votação na Câmara ou no Senado” e permite ao internauta colocar-se virtualmente como um político, ao opinar “SIM” ou “NÃO” a cada projeto de lei que entra em votação – este aqui é um belo exemplo do tipo de coisa que chega a ser posta em pauta.

A votação digital é realizada enquanto o projeto estiver tramitando no Congresso. Depois que ele é aprovado ou reprovado, o site compara a escolha do público com aquela que foi feita pelos políticos. O Vote na Web exibe quais parlamentares votaram, se foram contra ou a favor do projeto e de que região eles são.

Todos os deputados e senadores ainda têm uma página exclusiva, além de uma ficha técnica com suas origens, histórico na vida política e decisões tomadas em votações anteriores.

– – –

Mais uma da FARO.


 

5 comentários