Este blog, como é público e notório, costuma fazer apologia aos bons costumes e promover deliberadamente o culto à epopeia de estar vivo. O que às vezes passa batido e vale à pena salientar (em nome de nosso compromisso público editorial) é a existência de uma tênue linha que divide o ápice da diversão e o fundo do poço. Tem que ser malabarista, amigo.

Para aqueles que não sabem em que lado da vida estão, abram ESTE LINK, esperem carregar e assistam passando o mouse sobre a tela para ver outra versão do rumo das coisas, e pesar a consciência antes que a próxima noitada épica acabe mal.

– – –

Campanha do amigo Ulires.


 

3 comentários