Desde que me entendo por gordo, percebi que um dos maiores motivacionais para qualquer chupeta de baleia tentar abandonar o clube dos obesos mórbidos é a fotografia.

Não, não estou dizendo que gordinhos devem se matricular em cursos de fotografia para emagrecerem, mas ao contrário, estar diante das lentes pode ser de grande valia. A única dúvida recorrente é se é mais útil colocar na porta da geladeira uma foto da pessoa bem gorda, pra causar repulsa e medo de ficar daquele jeito, ou uma foto da pessoa mais magra, para ilustrar o desejo de chegar àquela forma física de outrora.

 

andre-marques-magro

O certo é que fotografias que mostram o ANTES e o DEPOIS de uma pessoa que emagreceu, possuem o poder de tornar clara a transformação de um ex-rolha de poço, ainda mais se adotarem algumas técnicas para acentuar ainda mais as diferenças.

A senhorita das fotos abaixos chocou o mundo mostrando como é possível perder cerca de uns cinco quilos de massa gorda em menos de um minuto, apenas utilizando truques como trocar de postura e de roupa, e mudar a iluminação e o ângulo da foto:
mel-v-antes-depois
Não ficou convencido? O rapaz abaixo mostra um processo um pouco mais elaborado para você estrelar a próxima campanha do próximo produto milagroso de emagrecimento:

Mas nenhum panfleto de Herbalife, Whey Protein ou Vigilantes do Peso nunca vai chegar perto do feito épico do fotógrafo Blake Morrow para incentivar sua amiga Beth no processo de emagrecimento após uma cirurgia bariátrica.

Ao invés das insípidas poses clássicas de “saco de banha” (antes) e “recém convertido ao fitness” (depois), o canadense clicou a amiga gordinha em um ensaio bem humorado repleto de referências à cultura pop, e concluiu o trabalho depois que Beth obteve curvas mais esbeltas, mostrando que todo o processo pode ser mais divertido. Dá uma olhada no resultado:
heb7drjmc8zpqppzxa4y
kguyvy8b9guaxcfps12d
xyrfnzofnmreot0tsrdz
stmugpeu96jrjsbff8ot
phpdsns08v08cw2wva9s
lo2jkaimx9zrkrts8tot
ihhdmlyomm74rxclhmje
ghthve7rx8cff6wszley
fdwunxkqfehriwyc0lbs
apgepw8268vton6yzuhr
Caso pareça muito esforço pra você, o jeito pode ser manter as coisas como estão, claro. Mas além dos evidentes problemas de saúde envolvidos, lembre-se das dificuldades encontradas por gordinhas e gordinhos para encontrar um par perfeito, por exemplo, no Tinder:

Via B9.