Coisas bizarras aconteceram por aqui. Aparentemente, vocês PENSAM que tudo está normal, mas não está. Vou contar desde o começo como isso aconteceu, e tudo começou em um episódio de MALHAÇÃO, onde vários blogueiros se… divertiram. Clique aqui pra ler.

Agora o buraco é mais embaixo. (heh)

Nem todo mundo aqui é quem realmente você pensa, acredite. Preparem-se pra revelações bombásticas. Ivo Neuman não está entre nós, e talvez nunca esteve. Mas pra vocês entenderem, vamos começar por onde tudo terminou:

Cena: Saindo da Casa da Gabi.

[ Ivo, Dani e théo andam a caminho do metrô ]

– E então, théo, que papo é esse de gloss ter gosto de camisinha? – Pergunta Ivo.
– Eu disse pra não fazer perguntas, cara. – Responde théo.
– Mas é sério, nunca usei uma camisinha antes. – Diz Ivo, com um PUTA toque de sinceridade.
– Ah não? Usa, cara, é bom.
– É mermo?
– É sim. O ruim é pra tirar o óleo da boca depois.
– QUÊ? – GRITA, Dani.
– Ok, ok, essa piada nem é minha. Mas então, que papo é esse de nunca ter usado camisinha, mano?
– Sei lá, véi. Eu sou virgem.

[ Dani e théo ficam em silêncio ]

– Ouviu isso, Dani? – Pergunta théo.
– Ouvi sim! É meu celular. – Responde Dani, procurando o celular.
– Porra, véis! Cês sempre me ignoram. – Diz Ivo, indignado.
– Ivo, isso é absurdamente normal, véi. Você é um blogueiro, blogueiros não sabem o que é sexo. Pra blogueiro, mulher serve pra linkar e falar sobre creme dental pra dentes sensíveis. – Diz théo.
– É, eu tenho dentes sensíveis.
– Aí, desse jeito cê não vai pegar mulher nenhuma, cara.
– Bom, gente, era meu marido, preciso ir. Vou viajar amanhã! – Diz Dani, com um puta sorriso falso na cara.
– Porra, viajar? Mas você é mulher, viaja o tempo inteiro. “SAPAAAAAATOS”, “CARTÃÃÃÃO DE CRÉDITO”, “CÉÉÉÉREBROS… o que DIABOS é isso?”. – Diz théo, levando um soco no esôfago a seguir.

[ Atillah aparece DO NADA ]

– Rá! – Grita Atillah, saindo de trás de um caminhão de lixo. – A Dani já foi?
– Foi sim, junto com a moral inexistente do Ivo. – Diz théo, dando um tapinha no ombro de Ivo.
– Po, meu, o que eu faço? – Pergunta Ivo, quase em prantos.
– Vai num puteiro, mano. Ou então, cara, tu sabe rezar? Então deixa pra lá, porque pensar no cara na cruz não vai te ajudar em nada. – Diz Atillah, enquanto acende um charuto.
– Desde quando cê fuma, véi? – Pergunta théo.
– DesCOF COF SPOPASDIG A APSFDGSDFKLGBA ASJKD, CARALHO! Nunca, né?
– …
– Sério, já sei o que fazer. Ah, já sei MESMO! – Diz Ivo, empolgado, correndo no meio da rua.
– Quem era ele mesmo? – Pergunta Atillah.
– Sei lá, era o Marcos Mion?
– Nah. Até o Marcos Mion pega alguém.

Cena: Casa do Rafael. Ele está lendo a coluna do João Bidu quando o telefone toca.

– YALAHL!!1 – Ahn… atende o telefone.
– Meu, eu já disse pra você parar com isso.
– Quem éan?
– É o Ivo, cara. Tive uma idéia brilhante!
– De novo o lance de um cabrito, dois anões e manteiga? Eu já disse que não como manteiga, cara!
– Porra, não era pra comer. E também não é nada disso! Chega aí, mano, eu to no clube dos Corinthians, a geral tá toda aqui. TIMÃO MEU ORGULHO VAMO PRA FRENTE DAEW!
– To indo A-GO-RA!
– Frango.

Cena: Dimensão XYTK1411VSF, ou casa do Edney.


– Ian, clicou no meu adsense hoje? (heh)
– Não, cara, esqueci. – Responde Ian Black.
– COMO NÃO? VOCÊ É PAGO PRA QUÊ? PRA QUÊ?
– Mas… você não me paga.
– Po, véi…
– Aliás, o Borbs tá chegando aí.
– Esconde as revistas. ESCONDE AS REVISTAS!
– OoOooooOooOOOoOOoOpa! =D – Não sei explicar o que foi isso, mas foi o Borbs.
– O Inagaki também tá chegando. – Diz Ian.
– Esconde o Borbs. ESCONDE O BORBS!
– E aí, véis. Cês gostam de gordinhas? – Pergunta Inagaki.
– …
– …
– …
– Sim, cara. Pode ir. – Diz Ian.
– URRÚ! – Responde Inagaki, que logo vai embora.
– Pronto, pode soltar o Borbs. – Diz Edney.
– OoOoOOooooooOOOOOOooooooOooopa! =D
– Pensando bem…

Cena: Metrô, Théo e Atillah estão fumando charutos.

– Mas a gente não fuma! – Exclama Atillah.
– É, maldito roteirista.
– O roteirista é você.
– É verdade, onde eu tava com a cabeça?
– Por falar em cabeça, estar com ela em algum lugar, e o Ivo?
– Quem?
– O cara com a camisa da campanha de câncer de mama.
– Ah, o Mion. Sei lá, véi. Operou?

[ Uma mulher vai até os dois ]

– Olá, jovens! – Diz a tal mulher.
– O TRABALHO que eu tive pra deixar essa barba assim foi pra NÃO me chamarem desse jeito. – Reclama Atillah.
– Desculpem. Mas enfim, queria usar o espaço desse metrô pra dizer que eu estou participando de um concurso da Dove, e gostaria que vocês clicas…
– Você gosta de gordinhas? – théo corta o assunto.
– Ahn… como?
– COME? ORRÔ!

[ A mulher vai embora ]

– Sensacional, cara. Devia ser blogueira. – Diz Atillah.
– Por falar em blogueira, e o Ivo?
– Quem?
– Peraí, meu celular tá tocando. Ahn… Alô? Opa! Po, sério? Não! Não! Nããão! NÃO! NÃÃÃÃÃÃÃÃÃO! Belê, abração.
– Quem era?
– Sei lá, de quem é esse celular?

Cena: Clube dos Corinthians. TIMÃO, MEU! ORRA, MEU, TIMÃO, MEU! ORRA! TIMÃO!

– Pegaram minha carteira. – Diz Rafael, assustado.
– SÓ a carteira? Que sorte. – Consola Ivo.
– Mas então, qual é a idéia, catzo?
– É sensacional, cara. É sensacional. Vou fazer ENCARTES DE CD’s pra blogs!
– Aff, meu, que coisa mais sooo last week.
– Ah, cara, cansei! Não aguento mais isso de blog! Sério. Ah, meu, que saco. Ó lá. Orra, os Corinthians, meu. Orra!

[ Chega um cara de 4 metros fedendo a cachorro molhado E morto ]

– VAI UM KIBE AE? – Pergunta o tal cara.
– JÁ SEI! TIVE OUTRA IDÉIA! – Grita Ivo, correndo no meio dos… Cortinthians, meu! Orra!
– Eu quero, eu quero! – Se delicia Rafael.

Cena: Casa de ração e manutenção de computadores.

– Véi, que merda de computador é esse aí? – Pergunta um cara de boné.
– Ah, é de um tal de Ivo. – Responde um cara qualquer.
– Sério? Belê, deixa comigo.
– Certo, truta! Vou alí comer alguma coisa.
– Traz uns kibes pra mim, depois te pago. – Sorri o cara de boné, mostrando a sua face.
– Caramba, cara. Cê tem mó cara de… kibe. Que… loco. Péra, é VOC– – É surpreendido com um SACO, sufocando-o.

[ O cara de boné pega o celular ]

– Alô, Dani? Sim, é o Tabet. Boas notícias… amor. Sim, pode vir! NÃO. Já disse que eu não gosto de anões.

Cena: Metrô. Théo e Atillah estão saindo da estação.

– O maldito celular tá tocando de novo. – Diz théo.
– Joga isso fora, mano. – Responde Atillah.
– Ah, vou vender pro Borbs. Será que ele já chegou?

[ Os dois chegam na porta da casa do Edney e tocam a campainha ]

– Não deviam ter seguranças com a camisa do Adsense aqui? – Pergunta théo.
– Bots, cara. Bots. – Responde Atillah, convicto.

[ A porta se abre ]

– OooOooOoOOooOOOOoOooooOOoOopa! =D
– BOTS! – Os dois gritam.

Cena: Centro de Yôga. Ivo está se matriculando, e faz uma pergunta para a balconista.

– É sério que a gente pode andar de elefantes aqui?
– Ahn… não?
– Droga, nunca vou perder o cabaço desse jeito.
– Como?
– Pode comer, não tem mais salvação.
– Essa piada é muito ruim, sr Ivo.
– Até você! ATÉ VOCÊ!

[ O celular de Ivo toca ]

– Alô?
– Opa, é da manutenção de computadores.
– Cara, eu desisto! Não quero mais esse computador, pode ficar com você!
– Ah, é sério?
– Sim, tem tudo meu aí, senhas, arquivos, fotos de blogueiras com olheiras pra fazer montagens em capas da playboy… pode pegar tudo pra você, cara!
– Não vai se arrepender?
– Não!
– Ah, vai sim.
– Não, cara, eu tenho uma vida nova agora!
– Mas vai se arrepender.
– Não, cara. Eu… peraí, quem é você?
– Adeus… Newman. – Desliga o telefone.
– GAH! É NEUMAN! NEUMAN!
– Senhor… quando a pessoa desliga o telefone do outro lado da linha, não adianta gritar, ela não vai te ouvir. – A balconista dá a dica.
– Preciso correr. TIVE UMA IDÉIA! E preciso de ajuda. – Ivo pega o celular e começa a mandar mensagens.
– Ei, você não trabalhava na MTV?

Cena: Casa do Edney. Todos os blogueiros E théo e Atillah estão fumando charut…

– Aí já é sacanagem, porra.

…ok. Todos os blogueiros E théo e Atillah estão lendo o TRETA.

– Quem são esses putos que querem andar de avião? – Pergunta Atillah.
– São putos? Eu pensei que eram gordinhas. – Diz théo.
– Gordinhas? OoooooOoOOOoOoOOOooOOOoOOOpa! =D
– Hm… ei, vejam, o Ivo enlouqueceu e chamou uns caras pra escrever no TRETA. – Diz Ian Black.
– Opa, vamos ver se recebemos os convites. – Diz Edney, após dar uma voadora em Ian, que cai longe do computador. – Hm, vejamos. Eu não recebi, o Ian também não, nem o Atillah e… nem o Borbs.
– E eu, véi? – Pergunta théo.
– Por que DIABOS alguém te chamaria pra um blog, cara? – Pergunta Atillah.
– Sei lá. Vê aí.
– Ok, deixa eu ver. – Edney usa seus poderes para abrir o email de théo. – Cacete, cê recebeu!
– Caramba, o Edney fala palavrão. – Diz théo. – Deixa eu ver o tal email… Po, mas os nomes de vocês estão aqui.
– QUÊ? – GRITA os quatro, ao mesmo tempo. Ah, menos o Ian, que está em coma.
– Que bizarro. Vou investigar isso, mano. Tem alguém tramando pro Ivo Mion. – Diz théo, pensativo.
– …
– …
– …
– OoOOOOoOoOOOooOoooooOOOpa! =D

Então, acaba por aqui. AMANHÃ eu contarei o resto, acabo de descobrir que… GAH, VOC