A paranoia de que os computadores e smartphones estão nos espionando o tempo todo há algum tempo deixou de ser folclore e se tornou uma estranha realidade, quase o prólogo de um filme de futuro distópico, em que grandes corporações de tecnologia armazenam uma quantidade irrazoável de informações sobre seus usuários.

Não só através das interações com o assistente virtual e pesquisas por voz (parte delas “acidentais”), novos indícios evidenciam cada vez mais que os microfones dos nosso devices estão sempre ligadíssimos no que estamos falando, para, num primeiro momento, nos vender publicidade contextual. Mas o que virá depois?

Quem gosta de acompanhar na rédea curta o que a Skynet está aprontando, pode ouvir os arquivos de áudio que o Google tem gravado e registrado em sua conta:

Acesse, na página da sua conta do Google, a seçao “Minha atividade” e selecione “Voz e áudio”.

 

Além de ouvidas, as gravações podem ser deletadas, individualmente ou em massa. Não que adiante alguma coisa…

 

Via Blue Bus.