(*) Autor convidado: Rafael Slonik

Partimos da ideia de Deus com as premissas básicas de que Ele é amor, e que Ele perdoa. Isso é correto para você, não é? A partir disso podemos analisar o discurso das igrejas a respeito de Deus. O básico deste discurso é a regra: seja bom e vá para o céu junto de Deus, seja mal e vá para o inferno sofrer com o Diabo.

Mas espera aí, Deus não perdoa?

Que coisa é essa de inferno, e de Diabo, e demônios? Deus perdoa…OH WAIT, Ele não perdoa? Não é amor?

Entenda isso, acreditar em Deus é normal e é da natureza humana, se não fosse não teríamos a maioria das sociedades cultuando divindades por aí. O problema é quando você para de RACIOCINAR, quando você para de pensar por si próprio e aceita tudo o que a igreja diz.

Igreja NÃO É Deus.

A Igreja proíbe a camisinha, que é um método inventado pelo ser humano para fazer sexo sem engravidar, e mais tarde aceito como método para prevenir doenças. Se previne a AIDS, por que Deus seria contra isso?

As igrejas vem pregando contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e também contra a adoção de crianças por parte dos casais homossexuais. Mas se Deus é amor, por quê? Por que Deus seria contra duas pessoas que querem viver juntas e criar uma criança? Só porque eles são do mesmo sexo? Jesus disse para amar a todas as pessoas, Jesus defendeu uma PROSTITUTA, cadê o respeito da igreja pelos ensinamentos de Jesus?

Os protestantes, em específico aqueles da Teologia da Prosperidade, como é o caso dos seguidores da igreja Universal e da igreja Mundial, dão dinheiro para a igreja para terem suas vidas abençoadas por Jesus. Mas Jesus não pediu nada em troca quando pregava sua palavra, Jesus ficou bravo quando viu que a casa de Deus estava tomada por comerciantes que só buscavam dinheiro e mais dinheiro. Pense nisso.

Isso é o que eu tinha para dizer para você que acredita em Deus. Estes questionamentos quero que leve consigo para refletir. Como é que Deus gostaria que você tratasse as pessoas? Com preconceito e raiva? Deus gostaria que você não aceitasse o outro só porque ele é DIFERENTE?

Pense para si: na minha vida tenho acreditado em Deus ou acreditado na igreja, no pastor, no padre, no papa…? O que é mais importante na sua vida, a igreja ou Deus?

Tenha fé, mas jamais deixe de PENSAR. Se você acredita em Deus, pense que Ele te fez capaz de pensar e agir justamente para isso. Faça o que é correto, e não o que a igreja manda.

A igreja não é Deus.

– – –

Extraído na íntegra do portal Novo Mundo.


 

93 comentários