•  
  •  
  •  
  •  

 

protesto_na_ufes_7-473614-4de832d1a84a4

A pauta já está desgastada, depois das recentes demonstrações de brutalidade e truculência, mas uma nova ação policial contra manifestantes transformou a capital do Espírito Santo numa verdadeira praça de guerra. Felizmente, desta vez, deu tempo de trancafiar nosso intrépido repórter em casa.

Há algum tempo, pixações espalhadas pela cidade alertavam que no dia 02/06/2011 Vitória iria parar, e só não foi exatamente isto que aconteceu porque também seus municípios vizinhos foram afetados pela manifestação de estudantes que fechou a Avenida Jerônimo Monteiro, no centro da cidade, pela manhã, além da Avenida Fernando Ferrari, em frente à Universidade Federal do Espírito Santo, e da Avenida César Hilal, no acesso à Terceira Ponte em seu horário de maior movimento.

protesto_na_ufes_1-473594-4de82ca6eece4

Os estudantes protestavam contra o reajuste da passagem e as péssimas condições do transporte público no estado, reivindicando o “passe livre” para todos os estudantes da rede pública, bem como melhorias na prestação serviço, e a apuração de possíveis irregularidades no sistema. Em resposta, para “reestabelecer a ordem”, o Batalhão de Missões Especiais da Polícia Militar capixaba foi acionado e autorizado pelo governo a sentar a porrada nos manifestantes por toda a cidade.

protesto_na_ufes_6-473617-4de833002bf0e

protesto_na_ufes_2-473596-4de82ce5f4134

Confira alguns vídeos registrados pela população estarrecida que já estão rolando no YouTube:

 

 


 

Enquanto o noticiário reportou o ocorrido como “um protesto de desocupados para andar de ônibus sem pagar passagem”, a reitoria da UFES e representantes da OAB-ES “repudiaram a operação do BME nesta quinta-feira e informaram que o assunto deverá resultar em providências por parte do órgão”. E o movimento estudantil promete novas manifestações nas ruas de Vitória para os próximos dias.

Em tempos de mídias sociais fomentando a articulação de mobilizações cada vez mais efetivas contra os abusos do Poder Público, não nos causa nenhuma supresa, apesar de embrulhar o estômago, que a retaliação das autoridades venha em proporcional intensidade. De nossa parte, aguardamos ansiosos pelas cenas dos próximos capítulos!

– – –

Fontes: Século Diário / Gazeta On-Line


  •  
  •  
  •  
  •