A despeito da idéia de que na internet ninguém lê nem subtítulo, resolvemos abrir espaço no TRETA para uma seção de textos. Sabemos que no maravilhoso mundo da web o quente mesmo é imagem, de preferência aquela com apelo sexual. Se for o caso, e a seção não der certo, não iremos nos privar de dar ao povo o que o povo quer. Logo na semana seguinte já publicaremos um ensaio de “caseiras, amadoras e orientais” entre um parágrafo e outro.

Contudo, queremos encarar o desafio de fazer pelo menos um desocupado ler nossos textos. Para tanto, vamos lançar mão dos artifícios mais ousados, tais como abordar temas polêmicos ou convidar autores consagrados. Se eles vão aceitar ou não é outra história.

Nos artigos que publicaremos aqui no Textículos, vamos desafiar o bom senso e a moral cristã com nossas teorias contra-ortodoxas sobre os xampús de ação seletiva, as canecas em forma de órgãos genitais e os smiles do MSN. Não sobrará de pé nenhum dogma capitalista! Diogo Mainardi será enterrado num passado longínquo junto a Arnaldo Jabor, Luís Fernando Veríssimo e um bando de autores tidos como geniais até a nossa estréia.

Pra isso acontecer, basta que você, ilustre e vitaminado internauta, ter a boa vontade semanal de ler algo um pouco mais extenso que o profile daquela sua vizinha gostosa que você achou no Orkut.


 

2 comentários