O uso de referências explícitas a filmes das décadas de 60, 70 e 80, ou até mesmo a alguns de seus próprios trabalhos é um expediente manjado do diretor de cinema Quentin Tarantino, que tem em “Kill Bill” seu expoente máximo. No espetacular “Everything Is A Remix: KILL BILL”, Kirby Ferguson e Robert Grigsby Wilson listam algumas delas:

Seria Tarantino o primeiro FJ da história?

UPDATE
Definitivamente, como prova este documentário da mesma série, não.

– – –

Direto dO Maior Espetáculo Da Internet.


 

9 comentários