AVISO: Esse post é um dos mais importantes que eu já escrevi. É um editorial que estive planejando há alguns meses e que envolve uma decisão pessoal muito importante. Isto não significa, contudo, que ele seja um post interessante de ler, muito pelo contrário. Especialmente se você caiu de pára-quedas por aqui. Editoriais são chatos por concepção. Encaremos como um mal necessário, pois:

diario_oficial

haeckel_treta0001 O título e o aviso acima são verídicos, mas não deixam de contemplar algumas das artimanhas que costumo utilizar quando quero ser dramático. Sem emoção sincera, não há estratégia de marketing que dê jeito. Mas não. Eu não fui acometido de um surto de inveja e não estou deixando o TRETA, como fez o meu compatriota Frederico Fagundes ao dizer “adeus” para o seu lagarto de estimação.

Escrevos-lhes, especialmente aos visitantes freqüentes, parceiros de longa data e amigos mais próximos, para anunciar uma importante mudança neste blog. E é justamente pelo fato de isso aqui ser um blog que às vezes se faz necessário um editorial chato como este para pôr ordem na casa e explicar as coisas. Questão de transparência.

A idéia inicial era escrever uma carta suicida e deixá-la putrefando na home, eternizando-se com o passar dos anos no cache do Google e entrando para a História da internet como… mais um blog qualquer.

Mas aí eu achei que seria dramático demais.

Enfim. Ocorre que eu preciso resolver uns problemas e vou ter que dar um tempo da administração aqui do blog. Não seria nada demais se eu não suspeitasse que os problemas podem me dar um pouco de trabalho para serem resolvidos. E além do mais, pra onde eu vou não tem wi-fi: pode ser que eu me apaixone pelo ambiente naturalista e não volte. Vai depender mesmo é se tem algum boteco por perto.

Então eu pensei: “Porra, eu vou deixar o troço largado às traças comentaristas que encherão o saco logo na primeira semana com umas 30 pedradas perguntando se o Ivo foi preso ou se entrou em coma alcoólico eterno?” Não mesmo.

Aí você vira e diz: “Rá, eu já vi esse filme. Agora ele vai dizer que convidou alguns amigos blogueiros para postar alguma coisa sem-graça e manter o movimento no blog até ele voltar.” Errado. Eu já fiz isso uma vez e já fui até kibado pela Dani – mas a Dani pode.

Estamos falando de uma nova proposta.

O fato é que os melhores e mais consistentes blogs que conheço são feitos por uma coletividade de blogueiros. Nem que seja um coletivo de dois. Ou até mesmo um trio esquizofrênico de uma pessoa só.

Até hoje eu mantive o TRETA no singular por puro preciosismo blogueiro. Talvez seja a herança genética da minha descendência árabe. Mas tive de cair na real e pedi arrego para aqueles que sempre nos socorrem: os amigos.

Por sorte, o ofício blogueiro acabou me permitindo conhecer e me tornar amigo de editores muito mais competentes que eu. E como eles também não resistiram ao charme invulnerável da nossa gambiarra lifestyle, hoje apresentos-lhes meus sócios nesta empreitada que é a TRETA Corporation:

staff.treta 
Lucas Lima, DJ Raphael Mendes e Ivo Neuman – isso é que é “trio elétrico” gotgot
 

Agora não adianta mais vir me encher o saco para trocar banners ou fazer aquele jabázinho esperto. As decisões deste site serão todas tomadas durante acaloradas plenárias do corpo social da empresa em Assembléia. Só não vai ter ata porque é difícil escrever bêbado, mas a gente já combinou que vai gravar tudo em áudio e publicar um podcast.

Antes, contudo, eu vou deixar os dois se divertirem um pouquinho com os pormenores da reforma que vai trazer ao mundo o novo TRETA, versão 5.0 – beta, obviamente. Sairei de cena por uns tempos para me dedicar única e exclusivamente àquilo que dá sentido à minha vida: a Igreja.

Mas não se preocupem com as atualizações, pois ainda temos uma última novidade. Um famoso blogueiro do primeiro escalão da blogosfera (se é que existe isso) aceitou o nosso convite para ocupar o espaço deixado pela minha ausência, e ainda avisou que irá cultivar o anonimato como meio de se proteger das eventuais complicações oriundas de seus futuros posts – o que nos leva a acreditar que as intenções do malandro são as piores possíveis. A únic
a coisa que eu posso garantir é que vocês o conhecem.
E que o novo TRETA vai ser muito melhor do que este.

Nos vemos em breve.

Paz do Senhor!
 

(*) Desta vez, pela primeira vez, me atrevo a dizer, os links gratuítos que distribuí neste post não têm nenhuma intenção de permitir ao leitor uma complementação do conteúdo linkado e/ou de fazer qualquer tipo de jabaculê. São meras expressões simbólicas de agradecimento aos amigos e/ou pessoas incríveis que tive a honra de conhecer no rumo desse nosso ofício conturbado e ingrato.


 

1 comentário