Desde que a intervenção militar foi autorizada pelo presidente ilegítimo Michê Temer, uma casta de pessoas que não têm a pele da cor do alvo dos milicos segue aplaudindo, lambendo botas e ansiando pelo derramamento de sangue de “marginais”, mas uma outra parcela substancial da população se vê envolvida em um problema um pouco mais grave: como sobreviver a uma abordagem policial ou do exército, neste regime de exceção a que submeteram o Brasil, quando sua pele é considerada “da cor do pecado”?

 

Pensando nesse “pequeno” problema, um grupo de jovens providenciou um vídeo tutorial guia de sobrevivência:

 

BONUS –  Especialista em Segurança Pública da UFF fala sobre a intervenção federal no Rio:

 

CLIQUE AQUI para assinar o canal e receber os vídeos novos!