Dando uma olhada mais uma vez – posts anteriores aqui e aqui – na arte como expressão dos mais confusos sentimentos humanos, desta vez com certa repugnância dos autores, segue abaixo uma série de desenhos, ilustrações e pinturas feitas por criminosos (assassinos seriais) dos Estados Unidos, os famosos serial killers:

Henry Lee Lucas foi criminoso americano, condenado por homicídio em 11 casos diferentes. Ele alegou ter cometido uma série de assassinatos, mas voltou atrás nas confissões um tempo depois.

Daniel Harold Rolling, também conhecido como o Gainesville Ripper, foi um serial killer americano que matou cinco estudantes em Gainesville, Florida.

Herbert William Mullin é um serial killer que cometeu 13 assassinatos na Califórnia , no início dos anos 70.

Robin Gecht era empregado de John Wayne Gacy quando foi condenado por esfaquear sua esposa até a morte. O culto satânico que ele estava, “The Chicago Rippers”, era suspeito pelo desaparecimento de 18 mulheres.

Tommy Lynn Sells foi condenado por matar uma mãe e seu filho. Ele havia passado a noite com a mulher e na manhã seguinte encontrou-a mexendo em sua mochila, e por isso, ela a espancou até a morte. Ele também era suspeito em 7 outros crimes.

Wayn Lo nasceu em Taiwan, naturalizado americano,responsável pelo massacre na Simon´s Rock College of Bard, em 14 de dezembro de 1992, em Great Barrington, Massachusetts.

Charles Chi-Tat Ng é um serial killer de Hong Kong, naturalizado americano. Acredita-se que ele tenha estuprado, torturado e assassinado entre 11 e 25 vítimas com seu cúmplice Leonard Lake, no rancho do Lago em Calaveras County, Califórnia.

Os gêmeos Kray estavam envolvidos em assaltos à mão armada, incêndio criminoso, esquemas de proteção, assaltos, e os assassinatos de Jack “The Hat” McVitie e George Cornell.

John Wayne Gacy Jr. era um serial killer americano e estuprador, conhecido como “O Palhaço do Assassino”. Ele foi condenado por agressão sexual e assassinato de um mínimo de 33 jovens e adolescentes.

Adolf Hitler ordenou a morte de milhares de pessoas durante o Holocausto, mas por suas próprias mãos, a única pessoa que ele matou foi ele mesmo além dos inimigos neutralizados enquanto era apenas um soldado na Primeira Guerra Mundial. Contudo, mesmo quase podendo ser considerado um serial killer, ele não era americano.

Richard Ramirez foi um serial killer americano, estuprador e ladrão. Ele foi condenado por 13 acusações de assassinato, 5 tentativas de homicídio, 11 acusações de agressão sexual, e 14 acusações de roubo.

Ottis Elwood Tooble foi condenado por 6 acusações de assassinato, admitindo mais 4 crimes em sua confissão.

Robert John Bardo foi condenado à prisão perpétua após ser condenado pelo assassinato da atriz americana Rebecca Schaeffer, a quem ele havia perseguido por três anos do crime.

Edward James é assassino e criminoso sexual. Sua aparição no programa de TV America´s Most Wanted levou à sua captura e condenação pelas mortes de uma menina de 8 anos e sua avó.

Christa Gail Pike é a mulher mais jovem a ser condenado à morte nos EUA. Ela tinha 20 anos quando foi condenada por tortura e assassinato cometidos aos 18 anos de idade.

Confira também:

» Desenhos de crianças retratando abusos sofridos

» Desenhos de crianças no holocausto nazista

– – –

Da galeria obscura do Idea Fixa.


 

10 comentários