•  
  •  
  •  
  •  

Conheça as musas mais badaladas que estrelaram as capas das edições mais vendidas da história da revista Playboy no Brasil!

 

A revista masculina Playboy foi um grande sucesso editorial do século passado, mas desde o advento da internet veio perdendo faturamento e importância, até deixar de circular em definitivo em dezembro de 2017.

Lançada por essas bandas no ano de 1975 e publicada ao longo de quatro décadas, a Playboy “tirou a roupa” de várias celebridades de renome nacional, entre elas estrelas da TV como Vera Fisher, Luiza Brunet e Claudia Raia, por exemplo. Algumas dessas edições foram grandes campeãs de vendas nas bancas de revistas de todo o país (e renderam novos ensaios para suas musas), outras acabaram se destacando pelas polêmicas levantadas.

Confira o ranking abaixo (decrescente, pra incrementar o suspense), contendo a lista com as 10 edições da revista Playboy mais vendidas no Brasil:

 

10º lugar: Carla Perez

Carla Perez é a pioneira, a matriarca de todas as dançarinas de axé music, que impulsionou a coqueluche de coreografias sensuais que marcou uma época. Quem viveu nos anos 90 certamente se recorda das tantas vezes em que o fenômeno loiro desfilou de micro shortinho no palco de absolutamente todos os programas de auditório, dançando na boquinha da garrafa e segurando o Tchan? Em outubro de 1996 ela saiu como veio ao mundo na capa da Playboy e vendeu 778 mil exemplares da revista.

 


 

9º lugar: Joana Prado

Joana Prado fez muito sucesso nos anos 90 como a personagem “Feiticeira” do programa H, de Luciano Huck, na Band. Seu primeiro ensaio de capa para a Playboy foi um sucesso estrondoso (que você vai conferir mais ao topo do ranking, mais adiante nesse texto), e alguns anos depois, em agosto de 2000, ela retornou às grudentas páginas da revista, dessa vez despida do “véu” que caracterizava sua personagem, e mesmo assim fez bastante sucesso, ultrapassando a marca de 804 mil exemplares vendidos. É possível que se Joana decidisse posar para um terceiro ensaio da revista, ele também estivesse na lista de edições mais vendidas.

 


 

8º lugar: Suzana Alves

Assim como no caso de Joana, Suzana Alves (a eterna “Tiazinha do H”) também já não era mais uma das atrações  eróticas do programa do Luciano Huck em março de 2000 quando estrelou seu segundo ensaio de capa na Playboy, mas mesmo assim seu apelo junto ao público ainda era forte e a edição também ultrapassou os 828 mil exemplares vendidos.

 


 

7º lugar: Marisa Orth

O sétimo lugar da nossa lista traz a atriz, cantora e apresentadora Marisa Orth, que na época do ensaio, em agosto de 1997, bombava na televisão no papel da intelectualmente limitada (e ligeiramente ninfomaníaca) Magda, do programa Sai de Baixo, Globo. Além do bom humor da atriz o ensaio também colocou em evidência o corpo escultural de Marisa, que com suas elogiadíssimas pernocas, agradou por demais o público, e vendeu 835 mil exemplares da revista.

 


 

6º lugar: Scheila Carvalho e Sheila Mello

O que pode ser mais popular que uma dançarina de axé na capa na Playboy? Duas dançarinas de axé na capa da Playboy, é claro! Em setembro de 1999, as duas Sheilas do grupo É o Tchan estrelaram em conjunto o ensaio de capa da revista, com direito a locações selvagens no coração da floresta amazônica e, claro, insinuações de lesbianismo para incendiar a imaginação da rapaziada onanista da época. O resultado obviamente foi um grande sucesso de vendas, chegando a 838 mil exemplares vendidos.

 


 

5º lugar: Scheila Carvalho

No auge do fenômeno do É o Tchan, a morena Scheila Carvalho venceu o concurso de nova morena do Tchan nos palcos do Domingão do Faustão e pulou direto para as páginas da Playboy de fevereiro de 1998. Com o corpo (especialmente a bunda) adequada para o momento cultural dos anos 90, a mineira de olhos verdes teve um belo começo de carreira, atingindo os 845 mil exemplares vendidos.

 


 

4º lugar: Kelly Key

Quando estrelou a edição de fim de ano da Playboy, em dezembro de 2002, a cantora Kelly Key fechava com chave de ouro (e um cachê de R$ 1,5 milhões) o ano em que emplacou um hit atrás do outro após o sucesso da música “Baba Baby”. De quebra, a ex do Latino ainda viu sua revista vender 700 mil exemplares no mês de lançamento (mais de 850 mil no total), superando a marca da atriz Deborah Secco, cujo ensaio vendeu 500 mil unidades no mesmo ano.

 


 

3º lugar: Adriane Galisteu

Sempre lembrada como “a ex-namorada do piloto Ayrton Senna”, Adriane Galisteu ainda não era tão famosa quando recebeu um cachê recorde de R$ 2 milhões para ser a atração principal da Playboy de agosto de 1995. A revista “explodiu” nas bancas, atingindo também o recorde histórico de vendas com quase um milhão (961.527) de exemplares vendidos. Talvez você se lembre que na época rolou uma grande polêmica envolvendo uma foto da moça com uma lâmina na mão, pronta para se depilar.

 


 

2º lugar: Tiazinha (Suzana Alves)

Suzana Alves virou um fenômeno popular no Brasil como a “Tiazinha“, uma depiladora dominatrix BDSM que deixava o público masculino enlouquecido durante o programa “H”, apresentado por Luciano Huck na Band. No auge do sucesso, estampou a capa da Playboy de março de 1999 que bateu o recorde de vendas com um milhão e 223 mil exemplares.

 


 

1º lugar: Feiticeira (Joana Prado)

Comprovando que, apesar de ser um péssimo democrata e dono do álbum de fotos mais amaldiçoado da internet, o Luciano Huck pelo menos tem um bom faro para gostosas, a Joana Prado foi alçada à fama como a “Feiticeira“, nova atração erótica do programa H, depois da saída de Suzana Alves. Seu ensaio, lançado na edição de dezembro de 1999, foi feito em Istambul, na Turquia, lhe rendeu um cachê de R$ 1 milhão, e virou a edição mais vendida da história da Playboy, com mais de 1 milhão e 247 mil exemplares vendidos.

 

E aí, curtiu nosso ranking?

Confira também a lista com 10 mulheres que saíram mais de uma vez na capa da Playboy!

 

CLIQUE AQUI para ver mais famosas nuas do nosso acervo!

 

Fontes: Super, Extra, Uol, Wikipedia


  •  
  •  
  •  
  •