CLIQUEI AQUI para ouvir nosso podcast sobre a crise de segurança pública no ES!

Apesar de muitas vezes tratarem os trabalhadores de outras categorias como “vagabundos” ou “vândalos”, quando estão reivindicando melhores condições de trabalho (ou uma democracia plena), chegou a vez dos policiais da Polícia Militar do Espírito Santo (PM-ES) protestarem por mais dignidade – e um aumento, já que recebem o pior salário do país.

Na verdade, como existe a proibição legal da categoria entrar em greve, amigos e familiares tiveram que protestar em frente aos batalhões, impedindo a saída dos policiais.

Pelo menos nesses manifestantes eles não descem a porrada… 

 

Ante ao total descaso das autoridades (o governador inclusive afastado por motivos de saúde) e a completa crise de credibilidade da imprensa, o caos começou a tomar conta do estado, sendo simultaneamente “televisionado” pelo WhatsApp e outras redes sociais.

[ATUALIZAÇÃO: Na noite de segunda-feira (06/02/17) o exército foi autorizado a intervir e desfilou pela cidade. Apesar dos capixabas tentarem retomar sua rotina, o clima ainda está tenso por aqui.]

Qualquer semelhança com a ficção é mera coincidência? Confira alguns vídeos com cenas desses eventos caóticos que circularam por todos os grupos capixabas:

ATENÇÃO: Alguns dos vídeos contêm imagens fortes, e opiniões das quais obviamente não compartilhamos.

 

Relatos também dão conta de que a SommerFest, em Domingos Martins, região serrana do ES, teria se transformado numa rave do capeta, com todo tipo de putaria e excessos. Os relatos, inclusive, acompanham fotos e vídeos.

 

Enfim, com o que está acontecendo no #EspíritoSanto podemos filtrar 3 tipos de imbecis:

1. os que acham que a PM (seus familiares, no caso) não têm direito de protestar, ou circulam vídeos mostrando as famílias comendo e bebendo em frente aos quarteis como se o único protesto válido fosse com a camisa da CBF, panelas e infláveis.

2. os que acham que a culpa é de quem defende os Direitos Humanos, “esse povo de esquerda que não valoriza a PM” (pq pede desmilitarização) e “deveria chamar o Batman pra proteger”, como se exigir uma polícia mais cidadã e menos truculenta fosse um absurdo.

3. os empresários que acham que nada está acontecendo e colocam seus funcionários em risco.

 

 

Felizmente, nem tudo está perdido…

 

CLIQUEI AQUI para ouvir nosso podcast sobre a crise de segurança pública no ES!

CLIQUE AQUI para saber mais e acompanhar nossa cobertura em tempo real no Twitter!