Felipinho

Depois da fase do “oba-oba” em que os mais otimistas comemoravam a revolução da informação trazida pela internet, esta belíssima, democrática e promissora ferramenta social, veio o capitalismo e colocou as coisas no lugar.

Hoje, os artistas, criadores, produtores de conteúdo, foram encaixotados pelas grandes corporações e um resultado é a queda drástica da qualidade dos canais do YouTube em geral, incluindo aí o fenômeno de tantos youtubers anunciando o fechamento dos seus canais – antes mesmo da pandemia.

Oscilando entre o superficial e o monótono (entre o bobo e o chato), a maioria dos canais do segmento de cultura pop se destaca mesmo pela mesmice, pela falta de originalidade.

Por isso me sinto tão feliz quando descubro um canal “topíssimo” como o gringo Nerdwriter (do americano Evan Puschak), ou o brasileiro Ora, Thiago! (do pernambucano Thiago Guimarães). Este último foi uma descoberta mais recente, via Twitter, mas me conquistou de imediato com seus links improváveis entre elementos de cultura pop, política e filosofia, além de umas sacadas sagazes e quase babacas que me lembraram vagamente a já saudosa Laurinha Lero

Confiram abaixo um aperitivo:

Turma da Mônica

 


 

Alice no País das Maravilhas

 


 

O Rei Leão

 


 

A Pequena Sereia

 


 

X-Men

 


 

Vingadores

 


 

Watchmen

 

Coringa

 


 

Morte

 


 

Politicamente correto

 

CLIQUE AQUI para ver mais vídeos no canal do Thiago!