Às vésperas de completar um ano de investigações, o assassinato da vereadora do PSOL, Marielle Franco, e do motorista Anderson Gomes, finalmente começaram a caminhar para uma solução. Na manhã de hoje, um dos executores do crime foi preso em sua casa, “coincidentemente” localizada no mesmo condomínio em que mora o presidente Jair Bolsonaro e seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro.

Após tantas ligações estranhas envolvendo a família Bolsonaro com a milícia do Rio de Janeiro, além de uma ameaça descabida divulgada ontem contra a filha de um jornalista que investigava o caso, o presidente dá todos os indícios de que provavelmente esteja enrolado nessa história até o pescoço.

Pra variar, trazemos a precisa análise do canal Meteoro Brasil sobre o caso:

 

Aposto que se sacudir mais um pouco esse pé de laranja ainda cai a verdade sobre o Adélio Bispo